Um olá do Youtube

IMG_5347

Sabe quando você ama uma coisa, mas tem medo de começar a fazer aquilo por causa da reação das pessoas? Pois é, eu fui assim a minha vida inteira. O blog acaba sempre ficando parado por causa disso, meus textos e músicas nunca saem, e a parte que eu mais gosto, que são os vídeos, ficam só na minha lista de desejos no papel. Acho que depois de 20 anos estava na hora de mudar, não é mesmo?

Depois de acabar com o meu antigo blog, eu comecei meu novo cantinho, e também tomei coragem de criar o meu canal no Youtube. Sejam bem vindos, então, a uma nova parte do meu castelo. Não se preocupem, eu não serei mais uma menina falando de moda e beleza! Já tem bastante gente capacitada fazendo isso por lá.

Toda dica e opinião é aceita, então, fiquem a vontade!

Até logo,

Andressa

100 respostas que você não quer ler para 100 perguntas que você não fez

preto e branco10
Olá pessoal!
Para dar uma movimentada aqui nesse meu período de falta de criatividade, eu resolvi responder uma espécie de TAG que eu vi no blog da Manu, então vamos lá!
1: Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Cada dia é de um jeito, não me importo com isso! haha
2: Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Só quando era criança, hahaha.
3: Você dorme com seu edredom dobrado pra dentro ou pra fora? Não sei se entendi a pergunta, mas tanto faz o lado.
4: Você já roubou uma placa de rua? Não, e nunca tive muita vontade.
5: Você gosta de usar post-it? Amo/sou post-its ❤
6: Você corta cupons, mas depois nunca usa? Eu cortava cupons quando era criança, hoje em dia nem sei mais o que é isso.
7: Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Não sei. Eu não sobreviveria a nenhum dos dois, então acho que prefiro ser atacada por um urso para morrer mais rápido.
8: Você tem sardas? Não.
9: Você sempre sorri para fotos? Não. Eu já fui mais sorridente, mas hoje em dia, eu vario um pouco.
10: Qual é a sua maior neura? Meu pé horrível e gordo.
11: Você já contou seus passos enquanto você andava? Quando eu era pequena fazia isso sempre, hoje em dia eu não tenho mais tempo para fazer isso, hahahaha.
12: Você já fez xixi na floresta? Uhm, não! hahahaha
13: E quanto fazer coco na floresta? Jamais! hahahaha
14: Você dança, mesmo se não tiver música? O tempo todo!
15: Você mastiga suas canetas e lápis? Não, acho isso meio nojento.
16: Com quantas pessoas você já dormiu essa semana? Nenhuma.
17: Qual é o tamanho da sua cama? Box.
18: Qual é a música da semana? Give me Love – Ed Sheeran (Na verdade é a música do mês, mas ok)
19: O que você acha de homens que usam rosa? Eu curto pra caramba.

20: Você ainda assiste desenhos animados? Siiiiiiiiiiiiim!
21: Qual é o filme que você menos gosta? Não consigo lembrar de algum que eu deteste, mas recentemente odiei Noé.
22: Onde você enterraria um tesouro escondido, se você tivesse algum? Sou muito lenta pra pensar nisso.
23: O que você bebe com o jantar? Qualquer coisa sem ser refrigerante.
24: No que você mergulha um nugget de frango? Em nada, argh.
25: Qual é a sua comida favorita? Lasanha/pizza ❤
26: Quais filmes você poderia assistir várias vezes e continuar amando? Orgulho e Preconceito ❤
27: Última pessoa que você beijou/beijou você? Ex-Namorado.
28: Alguma vez você já foi escoteiro(a)? Não.
29: Você posaria nua em uma revista? Nunca.

30: Quando foi a última vez que você escreveu uma carta para alguém no papel? Esses dias, mas eu nunca entreguei.
31: Você pode trocar o óleo de um carro? Nops
33: Alguma vez ficou sem gasolina? Graças a Deus, não!
34: Tipo favorito de sanduíche? Misto quente.
35: A melhor coisa para comer no café da manhã? Misto quente com suco de laranja ❤
36: Qual é a sua hora de dormir? no máximo 23 horas. Sou velha!
37: Você é preguiçoso? Se eu pudesse, dormiria o dia todo.
38: Quando você era criança, o que você vestia para o Dia das Bruxas? Nunca curti isso não.
39: Qual é o seu signo astrológico chinês? Não sei.
40: Quantos idiomas você fala? 2.
41: Você tem alguma assinatura de revista? Não. Só tive da Veja e zZzZzZz
42: Quais são melhores, Lego ou Logs Lincoln? Lego ❤
43: Você é teimoso(a)? ALGUMAS VEZES…
44: Quem é melhor … Faustão ou Silvio Santos? Não curto nenhum, mas o Silvio é melhor.
45: Já assistiu alguma novela? Aquelas de criança conta?
46: Você tem medo de altura? Fobia, na verdade.
47: Você canta no carro? Sim, por isso as pessoas me acham meio louca.
48: Você canta no chuveiro? É meu show exclusivo, poxa.
49: Você dança no carro? Dependendo da música, sempre dou meu jeito.
50: Alguma vez usou uma arma? Não, não, não.
51: A última vez que você teve um retrato tirado por um fotógrafo? Esses dias aí…
52: Você acha que os musicais são legais? Eles são mais que legais.
53: Natal é estressante? Só pra quem faz de tudo para se estressar. Eu amo Natal ❤
54: Nunca comeu um Pierogi? Não..
55: Tipo favorito de torta? Morango ❤
56: O que você queria ser quando era criança? Médica, e jornalista.
57: Você acredita em fantasmas? Pfff….
58: Já teve um sentimento de Deja-vu? Sim, é agoniante.
59: Toma uma vitamina diária? Não.
60: Usa chinelos? Sim. 😀
61: Usa um roupão de banho? Só quando está MUITO frio, haha.
62: O que você usa para a cama? Pijama ❤
63: Primeiro show? Acho Felipe Dylon (não me julguem).
64: Wal-Mart, Target e Kmart? Uhmmmmm…
65: Nike ou Adidas? Nike.
66: Cheetos ou Fritos? Fandangos.
67: Os amendoins ou sementes de girassol? Amendoins.
68: Já ouviu falar do grupo de Tres Bien? Não..
69: Já teve aulas de dança? Já, sinto falta pra caramba.
70: Existe uma profissão que você imagine fazer no seu futuro? Dormir o dia todo, conta? Brincadeira, hahaha. Trabalhar em alguma revista, ou mexer com audiovisual.
71: Você consegue enrolar sua língua? Não não.
72: Já ganhou um concurso de soletração? Nunca participei, rs.
73: Você já chorou porque você estava feliz? Já. Muitas vezes.
74: Possui algum disco de vinil? Não. 😦
75: E uma vitrola? Não. 😦
76: Você utiliza incenso regularmente? Nem curto.
77: Já se apaixonou? Sim.
78: Quem você gostaria de ver em um show? Muita gente! hahaha
79: Qual foi o último show que você viu? Oficina G3.
80: Chá quente ou chá frio? Nenhum.
81: Chá ou café? Café, óbvio!
82: Açúcar ou adoçante? Açúcar. Adoçante é meio, sei lá…
83: Você sabe nadar bem? Sim, mas não nado há muito tempo.
84: Você consegue prender a respiração sem segurar seu nariz? Simm.
85: Você é paciente? Já fui bem mais, hoje em dia, nem tanto.
86: DJ ou banda, em um casamento? Depende do momento. Banda para a cerimônia, DJ pra festa.
87: Já ganhou um concurso? Acho que já.
88: Já fez alguma cirurgia plástica? Não, mas faria no nariz.
89: Quais são as melhores azeitonas, pretas ou verdes? Odeio azeitonas.
90: Você faz tricô ou crochê? Nenhum.
91: O melhor lugar para uma lareira? Na sala.
92: Você já viajou pra fora do seu país? Não 😦
93: Que lugares pretende conhecer? O mundo todo! Literalmente.
94: Qual era a sua matéria preferida no Ensino Médio? Português, história e inglês.
95: Você esperneia até conseguir as coisas do seu jeito? Nah, tenho preguiça.
96: Você tem filhos? Não.
97: Você quer ter filhos? Com certeza.
98: Qual é sua cor favorita? Rosa e preto.
99: Você sente falta de alguma coisa da sua infância? Sim. De toda ela.
100: Se você encontrasse o gênio da lâmpada, qual seria o seu pedido? Dinheiro, eu acho.
Então é isso, pessoal! hehehe
Até logo,
Andressa

Velha infância

Hoje aconteceu algo engraçado comigo. 02h30 e eu estava olhando [leia-se stalkeando] o facebook do meu primeiro amor. Tudo bem, acho que estou exagerando. Não sei se o primeiro namoradinho, que a gente teve no pré, pode ser considerado o primeiro amor. Mas aquele filme “Meu primeiro amor” diz que isso pode acontecer, ou pelo menos eu acho que sim.

O engraçado foi entrar e logo de cara ver que o sujeito está namorando. Normal, não é mesmo? Isso deveria soar como algo natural, afinal, seguimos por caminhos diferentes há um bom tempo, ninguém é obrigado a ter um relacionamento pra sempre com o tal do primeiro, mas não é que eu senti uma pontada de inveja, ou ciúmes? Não sei se era porque eu queria estar no lugar dela, ou porque aquele sentimento de “eu vi primeiro” falou mais alto.

Tá, tudo bem! Talvez eu sinta falta do meu melhor amigo da infância, e sinta falta das idas a praia, das noites de video game, das lutas de judo que eu tive que assistir, dos presentes, e da mãe dele que sempre me mimava. O legal era saber que eu podia contar com ele, para tudo! E não precisava do romance [até porque não tinha idade para isso], mas que um cuidava do outro e se preocupava. E que com o passar do tempo, quando reuníamos os velhos amigos da escola a gente sempre contava essa história.

E agora? Ainda vai ter algum encontro para relembrar mais uma vez disso tudo? Relembrar de quando eu e minhas amigas brigávamos pela sua atenção, e você continuava com os meninos no pátio. Tudo isso era tão bobo, e tão divertido, e fofo, por ser tão inocente.

Não é do seu amor que eu sinto falta, mas da sua presença e da sua amizade. E não só isso. Eu sinto falta da minha realidade, dos meus amigos, e daquela inocência, a tal da “Velha infância”.

Que nós dois não vamos nos casar, eu tenho certeza desde a terceira série, mas não estou pronta para abrir mão de todas as lembranças, e de você.

Home is Wherever I’m With…

IMG_3768

É possível que lar seja uma pessoa e não um lugar?

Há muitos que definem lar como um lugar, uma casa, uma cidade, ou algo material. Lar pode ser tudo isso, mas com certeza, é muito mais. Não se prenda aos seus ensinos básicos. Feche os seus olhos, abra a sua mente e pense novamente em lar. A princípio, você deve estar com a imagem de um lugar, onde você mora, mas vá mais fundo, pense um pouco mais. O lar é o reflexo do seu coração.

Durante a sua vida, você pode morar em vários lugares diferentes, ou apenas na mesma cidade, mas isso não significa que lar é aonde você está. Se lar e casa fossem a mesma coisa, eles não teriam nomes diferentes. Lar é onde sua mente está, lar é o seu mundo, o seu universo.

Então você finalmente entende que lar não é um lugar. Lar é um sentimento, é paz, é poder estar mentalmente aonde você pertence, mesmo quando não é fisicamente possível. Lar, não é apenas onde o seu coração está, mas onde sua alma encontra paz. Lar é sempre onde você está. O meu lar está comigo, e eu o levo para onde for preciso.

Tudo mudou (ou quase!)

IMG_3385
Olá! Sejam bem-vindos ao meu novo mundo.
Eu costumava achar que o meu lugar era ali, mas em algum momento eu me perdi, e não conseguia mais achar uma saída, nem achar a minha essência. Por isso, uma história eu vou contar para vocês.
Eu sempre sonhei em ser uma princesa. Ter o meu próprio reino, pessoas que me amassem e um verdadeiro amor. Mas ao invés disso, eu nasci em um outro tipo de família, uma quase realeza.
Demorou um certo tempo para entender qual era o tipo de coisa que eu estava me metendo, ou melhor, que já haviam me metido. Na verdade, demorou vários dias e anos para todos entenderem o que era tudo isso, já que éramos como fugitivos.
Eu era uma quase cidadã no reino da cidade da garoa. A minha outra metade pertencia ao reino da cidade morena. Meu coração sempre bateu mais forte pelo povo da garoa, mas o grande campo da cidade morena chamava por mim, e pelos que estavam acima de mim. Esses eram chamados para cuidarem das pessoas. Essa é a quase realeza de que falei.
Nesse meio tempo eu nunca realizei nada por inteiro. Eu quase encontrei o meu príncipe encantado, eu quase estudei na faculdade de enfermagem, assim como eu quase estudei Direito, e agora sou uma quase jornalista. Em meu castelo eu sou uma quase cantora, e quase sei tocar aquele instrumento de cordas chamado violão. Quase, quase, quase. Por que não realizar algo por inteiro?
Talvez seja porque sou dividida ao meio e esteja no reino errado. Por isso eu preciso de um escape. Pensar, sonhar, acreditar. Acredito que encontrei um lugar para me tranquilizar. É algo como aquele velho conto de fadas onde a menina vai para o País das Maravilhas. E agora, eu acabo de encontrar o meu país.
Um lugar onde eu posso ser eu mesma, por um período de tempo. Onde quase palavras se transformam em grandes frases e tudo começa a ter sentido. Onde meus pensamentos mais perdidos se tornam em algo quase criativo. Aqui eu sou uma quase escritora, e mesmo que pareça um tanto quanto confuso, eu consegui o meu reino. Bom, quase!
Até logo,
Andressa!